Seguro cobre cremação? Saiba encontrar os melhores tipos de seguros de vida ou funerários para você

Seguro cobre cremação? Saiba encontrar os melhores tipos de seguros de vida ou funerários para você

Você sabe se o seu seguro cobre cremação? Seja ele de vida ou funerário, nem todas as apólices de seguro englobam esse serviço. No geral, os seguros de vida cobrem apenas as despesas referentes ao sepultamento do segurado. Os seguros oferecem o auxílio funeral ou a assistência funeral. Os seguros funerários, por sua vez, como as prestadoras de serviços, na maioria das vezes, oferecem os serviços de enterro, velório e sepultamento, também não englobam a cremação. Sendo assim, separamos uma série de dicas para você ficar atento e contratar os serviços mais adequados para a despedida que planeja para um ente querido ou para si mesmo. Continue lendo e confira! Cobertura dos seguros de vida e seguros funerários O seguro de vida apresenta uma cobertura destinada a arcar com as despesas referentes ao sepultamento do segurado após sua morte. As seguradoras chamam esse tipo de cobertura de assistência funeral. Contudo, em sua maioria, elas não cobrem a cremação. Os planos funerários, aqueles que são pagos mensalmente, também possuem seguros. Entretanto, como no primeiro caso, não cobrem os custos de cremação. Até mesmo porque as funerárias querem lucrar com todos os custos do velório, do enterro e do sepultamento. Sendo assim, seria inviável eles pagarem uma empresa terceirizada para cremar, caso eles não ofereçam esse tipo de serviço. Contudo, existem planos de seguros específicos para cremação, pois, as despesas são diferenciadas e envolvem outros cursos adicionais referentes a própria incineração do corpo. Os custos de um seguro cremação Os valores podem variar muito, mas é importante saber que esses valores podem ser divididos em pequenas parcelas que variam de acordo...
Quanto tempo dura a cremação de um corpo? Principais dados

Quanto tempo dura a cremação de um corpo? Principais dados

Você sabe quanto tempo dura a cremação de um corpo? Antes de tudo é importante saber como funciona um procedimento de cremação, englobando as etapas do durante e da pós-cremação. Por isso, separamos agora todas informações que você precisa saber a respeito deste tema, sanando as principais sobre o tempo de duração de uma cremação. Dados importantes para saber o tempo de duração de uma cremação Para entender o processo de uma cremação, é importante antes avaliar alguns fatos importante sobre a duração do fato. Sendo assim, é importante saber que, pela legislação, um corpo só pode ser cremado após 24 horas de seu falecimento. Após estipulado o prazo para o início do velório, o caixão com o falecido pode ser preparado para a cerimônia. A partir disso, o mesmo pode ser levado ao local onde será realizada a cerimônia e a cremação. Para a família e os amigos, a cerimônia termina ali, mas o processo de cremação em si pode ser realizado horas ou até dias depois. Enquanto espera para ser cremado, o corpo é mantido resfriado numa geladeira, podendo ficar ali por vários dias. O forno de cremação Na hora da cremação, cada corpo é colocado no forno crematório individualmente. Os fornos crematórios alcançam temperaturas elevadíssimas, podendo passar dos 1000 graus centígrados. Um corpo humano submetido a uma temperatura de 900 graus centígrados dentro de um forno crematório leva entre 1 e 3 horas para ser cremado, dependendo do tipo físico do falecido. Os fornos de cremação possuem temperatura que variam normalmente entre 400°C a 1.200°C. Com essa variação, a cremação de uma pessoa adulta de tamanho...
Quando morrer quero ser cremado

Quando morrer quero ser cremado

Certamente, em algum momento de sua vida, você já se deparou pensando na morte. E, junto desse pensamento, também deve ter refletido em como será sua despedida, qual o destino que será dado ao seu corpo ou onde seus amigos e familiares vão poder reencontrar suas memórias. São pensamentos que tentamos evitar, pois nos remetem à idéia de partida, saudade e dor, mas sabemos que um dia vai acontecer a cada um de nós, seres mortais. Durante a nossa vida, presenciamos algumas despedidas, e, na maioria das vezes, são nesses momentos que refletimos sobre a nossa partida. Já explicamos em outros artigos sobre os “Tipos de cemitério: conheça cada um deles”, e sabemos que o destino mais tradicional para os entes que partem são os cemitérios, sejam eles horizontais, verticais ou jardins e parques. Porém, há uma crescente procura pela cremação, um processo um pouco diferente, mas que possui inúmeros benefícios e vantagens, como já discorremos no post “Processo de Cremação”. Se você é uma das pessoas que quer ser cremada quando morrer, este artigo vai ajudá-la a compreender melhor esta ideia. Porque ser cremado ao morrer?    São vários os motivos que levam as pessoas a desejarem ser cremadas, no momento em que a hora de partir chegar. Não simpatizar com cemitérios A primeira delas e a repulsa existente pelos padrões tradicionais de velório, sepultamento e reencontro em relação ao indivíduo falecido. Existem pessoas que não simpatizam com o fato de manter o cadáver de um ente próximo em um caixão, posteriormente em um túmulo, e, por fim, em um local de visitação e manutenção constantes. A visita...
Na cremação, o caixão é queimado?

Na cremação, o caixão é queimado?

Muito se questiona se no processo de cremação de cadáveres, o caixão também é queimado. Para você que possui esta dúvida, a resposta é sim. Na cremação, o caixão também é incinerado. Porém, alguns cuidados antes de proceder com a cremação de corpos devem ser observados, uma vez que o cadáver e outros materiais serão submetidos a temperaturas extremas. Em nosso artigo “Processo de cremação”, explicamos para você como funciona a técnica de cremação de cadáveres, e, a seguir, vamos tratar sobre o caixão nesse procedimento. Desvendando um mito Algumas pessoas acreditam que, no processo de cremação, o corpo é retirado do caixão, que, posteriormente, poderá ser reaproveitado. Tal crença está errada, uma vez que, por lei, todo corpo deve ser cremado em um recipiente, que pode ser de papelão ou de madeira. No Brasil, não há o costume de utilizar caixões de papelão, então, na maioria das vezes, a cremação dos corpos ocorre dentro de caixões de madeira. O que acontece com o caixão na cremação? É comum, antes de o defunto ser encaminhado ao processo de cremação, ocorrer o velório, em uma sala separada dentro da funerária. No velório, parentes e amigos próximos ao cadáver podem se despedir, como em qualquer outra espécie de cerimônia fúnebre. Para isso, o corpo sem vida fica exposto dentro de um caixão. Após o velório, e outros procedimentos específicos, o cadáver deve ser encaminhado a um forno, onde será incinerado. Tanto o corpo quanto a sua sustentação – o caixão – são submetidos a temperaturas intensas, as quais queimam qualquer matéria orgânica. As cinzas decorrentes do processo de cremação caem em...
Como funciona o Processo da Cremação?

Como funciona o Processo da Cremação?

A cremação, procedimento muito utilizado em funerárias, consiste na queimação de cadáveres, de forma a transformá-los em cinzas. A técnica, que pode incluir o velório, garante menos agressividade ao meio ambiente, uma vez que realiza o trabalho que a natureza levaria anos para realizar. Além dos próprios seres humanos, também é possível realizar o processo de cremação em cadáveres de animais, como já abordamos no artigo “Cremação de animais”. Caso você queira se informar sobre os valores envolvidos na cremação, também poderá conferir no post “Quanto custa uma cremação”. Confira abaixo todos os aspectos envolvidos no processo de cremação, o que é, como é realizado e algumas curiosidades! O que é a cremação? Cremação é a técnica utilizada pelo setor funerário para transformar um cadáver em cinzas, através da queima do mesmo. O velório, que não é obrigatório no caso da opção pela cremação de um cadáver, pode ser realizado antes do procedimento, de forma que a família e amigos possam se despedir do ente falecido, contando com as rotinas tradicionais. Passo-a-passo da cremação Para a realização da cremação, são realizados alguns procedimentos, os quais vamos discorrer abaixo: – 1º Etapa: Em primeiro lugar, o indivíduo, ainda em vida, necessita registrar em cartório a sua vontade de ser cremado; – 2º Etapa: Após o velório, o cadáver é encaminhado até uma câmara fria, que fica no subsolo dos crematórios. O cadáver fica 24 horas nessa câmara, para caso o corpo seja requisitado para algum procedimento; – 3º Etapa: Na sequência, o cadáver é, então, encaminhado a um forno, juntamente com o caixão de madeira e suas roupas, sendo qualquer...
Cremação por hidrólise: O que é?

Cremação por hidrólise: O que é?

  Apesar de ser a única certeza que temos durante a vida, a morte ainda é encarada como um tema delicado para a maioria das pessoas. O assunto morte causa desconforto e muitas pessoas preferem evitá-lo. Como proceder com o corpo de um ente querido que faleceu, é um tema não muito falado. Mas, o assunto deveria ser tratado com mais frequência, principalmente nos dias atuais, com a preocupação em relação ao meio ambiente. Pensando numa forma sustentável de lidar com a despedida, criou-se a cremação por hidrólise alcalina. Esse tipo de procedimento é conhecido como cremação líquida, cremação aquática ou bio-cremação. A hidrólise alcalina é o nome técnico dado ao procedimento usado para dar um fim ecológico para um corpo, não prejudicando o meio ambiente. Assim como uma cremação tradicional, o cadáver é transformado em cinzas, que podem ser guardadas pela família. Nesse contexto, a cremação por hidrólise pode ser uma boa opção, pois é considerada atualmente como a forma de cremação menos poluente para o meio ambiente. Como funciona o processo de cremação por hidrólise? Durante o processo de cremação por hidrólise, o cadáver é colocado em uma câmara pressurizada, contendo cerca de 300 litros, onde é acrescentada uma substância alcalina, que pode ser hidróxido de potássio ou hidróxido de sódio. A câmara feita de aço, então, é aquecida a uma temperatura que varia de 160ºC a 300ºC. Este processo mata todos os micróbios e acelera o processo de decomposição do corpo. O procedimento dura cerca de três horas e, ao final dele, a maior parte do cadáver estará dissolvida e misturada com a água, restando apenas...