Quanto tempo dura a cremação de um corpo? Principais dados

Quanto tempo dura a cremação de um corpo? Principais dados

Você sabe quanto tempo dura a cremação de um corpo? Antes de tudo é importante saber como funciona um procedimento de cremação, englobando as etapas do durante e da pós-cremação.

Por isso, separamos agora todas informações que você precisa saber a respeito deste tema, sanando as principais sobre o tempo de duração de uma cremação.

Dados importantes para saber o tempo de duração de uma cremação

Para entender o processo de uma cremação, é importante antes avaliar alguns fatos importante sobre a duração do fato. Sendo assim, é importante saber que, pela legislação, um corpo só pode ser cremado após 24 horas de seu falecimento.

Após estipulado o prazo para o início do velório, o caixão com o falecido pode ser preparado para a cerimônia. A partir disso, o mesmo pode ser levado ao local onde será realizada a cerimônia e a cremação.

Para a família e os amigos, a cerimônia termina ali, mas o processo de cremação em si pode ser realizado horas ou até dias depois. Enquanto espera para ser cremado, o corpo é mantido resfriado numa geladeira, podendo ficar ali por vários dias.

O forno de cremação

Na hora da cremação, cada corpo é colocado no forno crematório individualmente. Os fornos crematórios alcançam temperaturas elevadíssimas, podendo passar dos 1000 graus centígrados.

Um corpo humano submetido a uma temperatura de 900 graus centígrados dentro de um forno crematório leva entre 1 e 3 horas para ser cremado, dependendo do tipo físico do falecido.

Os fornos de cremação possuem temperatura que variam normalmente entre 400°C a 1.200°C. Com essa variação, a cremação de uma pessoa adulta de tamanho médio pode levar de duas a três horas.

Pessoas mais magras demoram mais para serem cremadas, pois, a gordura acaba servindo de combustível para o fogo. É importante recolher todas as joias e acessórios, pois, eles desaparecem quando expostos a temperaturas muito elevadas.

Já os marca-passos devem ser retirados porque eles podem explodir durante o processo de cremação.

Depois da cremação, o que acontece?

As partes restantes como roupas, articulações do quadril e metais são separados das cinzas do falecido. Essa separação é feita por meio de inspeção visual e pela utilização de um ímã forte para objetos metálicos menores.

Alguns itens não são recuperáveis, como por exemplo, ouro dental e prata. Eles são misturados aos restos cremados. Os restos dos ossos são processados em uma máquina de forma a ficarem de tamanho uniforme.

Depois os restos são colocados em urnas temporárias e entregues a família do falecido. Os restos cremados parecem areia grossa e esbranquiçada e o peso pode variar entre 1 quilo e 1 quilo e meio para um adulto de tamanho médio.

As cremações devem ser feitas de forma individual. Além de ser proibido por lei, as câmaras de cremação não possuem tamanho suficientes para mais de um corpo, impossibilitando a cremação de mais de uma pessoa por vez.

Após a cremação, todos os restos são devolvidos a família, exceto aquelas partículas minúsculas e microscópicas, que não podem ser removidas das câmaras de cremação e das máquinas de processamento.

A utilização das urnas é necessária?

A lei não exige a utilização de uma urna, porém, ela se faz necessária se houver um serviço memorial ou os restos mortais devem ser enterrados em um cemitério.

A urna deve ser fornecida pela família. Se os familiares não fornecerem a urna, os restos cremados são devolvidos em um recipiente de plástico provisório. A partir daí a família deve providenciar um recipiente adequado.

O forno de cremação

Um forno de cremação é formado por duas câmaras. A câmara primária possui um espaço para o caixão e a secundária é responsável pela queima dos gases provindos da combustão. Ambas, as câmaras são revestidas com tijolos refratários.

A câmara primária é ligada comente depois que a secundária atinge a temperatura de 500ºC. Quando o corpo é colocado, a câmara primária ainda está fria.

Depois que o corpo começa a ser queimado são liberados gases, que são transferidos para a câmara secundária. Depois de passar pela câmara inferior, as fumaças são liberadas pela chaminé, não possuindo cheiro, nem cor e nem agentes poluentes. Então, as cinzas são recolhidas e entregues à família.

Como é a preparação para uma cremação?

Muitos se perguntam quanto tempo dura uma cremação, mas se esquecem de pensar em todo o processo que ocorre quando uma pessoa morre. Não se trata apenas da cremação em si, mas de todo um evento de despedida.

Quando se trata de um velório tradicional de cremação, quando o corpo chega ao crematório, ele é imediatamente levado a sala de cerimônia para ser velado. Logo que a cerimônia acaba, a urna desce como se fosse ser enterrada.

Um elevador desce a urna até uma sala subterrânea onde fica o forno de cremação. Nele será realizada a transformação do mesmo em cinzas, que serão entregues as famílias.

Sendo assim, um corpo tem que esperar 24 horas para ser cremado, sendo que esse tempo pode ser estendido de acordo com a causa da morte e o desejo da família, ainda soma-se o período de despedida solicitado pela família e, finalmente o processo de cremação leva em média cerca de duas horas, chegando a cinco horas para as cinzas estarem prontas a serem entregues à família.

Entendeu agora como funciona este processo e qual seu tempo estimado? Em caso de mais dúvidas, deixe-nos um comentário que responderemos as suas perguntas!