代孕 | Military Drones | Military Drones for sale | Military uav for sale | Military Grade Drones for sale | vape wholesale | wholesale vape supplies |
O que é um cinerário? Saiba tudo - Crematório Vila Alpina

O que é um cinerário? Saiba tudo

O que é um cinerário? Saiba tudo

A cremação é uma modalidade de sepultamento que vem crescendo bastante no Brasil. Mas, os processos que o envolvem ainda geram muitas dúvidas. Grande parte delas giram em torno do que é um cinerário.

Por mais que o nome seja um pouco complicado, saiba que a explicação é simples e intuitiva, bastando, primeiramente, apenas entender todo processo de cremação. Então continue a leitura até o final e descubra mais detalhes sobre o conceito de cinerário, o seu funcionamento e também quais as suas principais características.

Quais são as etapas da cremação?

A cremação, caso você ainda não saiba, é um processo que envolve a incineração de corpos daqueles que já se foram. Todo o processo é feito em altas temperaturas, pois a finalidade é que o corpo seja transformado em cinzas.

Porém, o processo não é tão simples como muitos pensam. Será necessário seguir cada etapa para que a cremação aconteça da maneira correta. Conheça cada fase e entenda a importância de cada uma:

  • Refrigeração

As etapas terão início após o velório, sendo que o primeiro passo será levar o corpo até uma sala refrigerada, onde ele permanecerá por 24 horas. Esse é o tempo estipulado no Brasil, lembrando que ele pode ser alterado em outros locais do mundo.

Vale ressaltar também que dentro desse período de um dia, a família ou a polícia podem pedir o corpo de volta.

  • Forno

Após as 24 horas, o corpo será direcionado para o forno, onde realmente será iniciado o processo de incineração. Mas antes de tudo, os objetos de metais e demais itens pessoais do falecido serão retirados, além das alças do caixão.

Feito isso, a incineração do corpo começa, onde a temperatura é de aproximadamente 1200C°, para que tudo venha a se tornar cinza. Todo o processo demora cerca de 2 horas, onde os cabelos, ossos e a carne do cadáver são eliminados em forma de gás. O restante, como é de se esperar, virará cinza.

  • Peneira e triturador

É claro que é possível que alguns elementos não sejam totalmente eliminados. Então, uma peneira é passada em tudo o que restou da incineração. Os restos e demais partes retidas na etapa da peneiração, serão levados para um triturador, para que também sejam transformados em cinzas.

  • Cinzas

Agora, com todas as etapas concluídas, as cinzas são colocadas em uma urna e entregues à família do ente querido que faleceu. Os familiares poderão escolher o que fazer com os restos, podendo guardar em um local especial ou jogar em um ambiente onde eles sabem que o falecido iria se sentir bem.

Toda essa explicação será fundamental para entender o que é um cinerário, pois agora você já tem uma boa base sobre todo o processo até chegar o momento em que ele será utilizado.

Mas afinal, o que é um cinerário?

A partir de agora entender o que é um cinerário ficou muito mais fácil, pois ele é a etapa seguinte após as cinzas serem colocadas em uma urna, caso seja o desejo da família.

De uma forma bem simples e clara, o cinerário é o local onde o as cinzas serão colocadas para que as famílias possam realizar visitas quando a saudade apertar. Mas ele é totalmente diferente dos cemitérios, pois as urnas ficam expostas em vitrines e os familiares podem colocar fotos e objetos que tenham ligação com o falecido.

Geralmente, o cinerário está localizado em locais fechados e estruturalmente organizados para que todas as famílias possam visitar os restos mortais do membro que se foi. Além disso, outra diferenciação do cemitério são os custos.

Por mais que cada cinerário apresente as suas características em relação aos preços, de modo geral, eles cobram uma anuidade para que a urna fique guardada em segurança.

Considerações finais

Todas as informações apresentadas têm o intuito de trazer mais conhecimento sobre a cremação, e ainda mostrar que ela também apresenta um ambiente preparado para que os familiares possam ter um contato com o parente que se foi.

O ideal agora é pegar todo o conhecimento e utilizá-lo para decidir se o cinerário será o local escolhido para guardar a urna, caso a cremação seja o sepultamento que a família decidiu seguir.

Lembrando que o principal é sempre manter o respeito tanto com quem já foi quanto com os amigos e familiares que estão despedindo de uma pessoa especial.