(11) 4210-6455

Cemitério Quarta Parada – Santa popular Felisbina Muller

Cemitério Quarta Parada, em São Paulo, é um dos maiores cemitérios do estado e possui um dos melhores acervos de arte tumular, o local é um dos mais tradicionais da capital e juntamente com as necrópoles da Consolação e Araçá, se consolidou também como um dos mais caros, sendo considerado um cemitério de “elite”.

Localizado na Zona Leste, o Cemitério foi inaugurado em Janeiro de 1983, em sua construção foi batizado como “Cemitério do Brás”, porém anos depois renomearam para Cemitério da Quarta Parada, sendo esse utilizado até os dias atuais.

Foi construído com o intuito de atender os bairros que estão ao redor do cemitério, como o Brás, Pari, Mooca e proximidades, visto que na época não havia uma necrópole desse porte na região.

Em seu início, a maioria de seus túmulos eram de chão, com o passar do tempo e famílias de alta classe construindo seus túmulos no local, hoje podemos observar diversos Mausoléus e Túmulos Familiares no cemitério. 

O Cemitério Quarta Parada possui aproximadamente 183 mil metros quadrados e nele estão enterradas mais de 400 mil pessoas, entre elas pessoas desconhecidas, famosos e personalidades em geral. 

Uma delas é Felisbina Muller, uma “santa popular” adorada pela população da região por realizar alguns feitos para as pessoas. O túmulo de Felisbina possui mais de 300 placas com frases de orgulho e agradecimento pelas graças que ela passou enquanto estava viva.

Cemitério Quarta Parada – História desconhecida

Felisbina Muller está enterrada no Cemitério Quarta Parada a mais de 90 anos. Ela faleceu no ano de 1923, segundo alguns relatos, em decorrência de agressões que sofreu durante anos pelo seu companheiro na época.

O corpo de Felisbina já passou por diversos processos de exumação e o seu corpo permanece sempre intacto. Sobre isso há muitas respostas, alguns dizem que o fato da pessoa tomar muitos remédios em vida afeta o seu processo de decomposição quando morto, outros acreditam ser algo divino que não deixa o corpo passar pela exumação ou simplesmente pelo modo em que o corpo foi sepultado no Cemitério Quarta Parada.

O jardineiro que trabalha no Cemitério Quarta Parada disse que já presenciou várias tentativas e exumação do corpo de Felisbina, todas sem sucesso. “É algo impressionante”, diz ele.

À “santa popular” são atribuídos diversos milagres, alguns são na cura de problemas de saúde, curas de diversas doenças, cura de pet’s (animais domésticos), etc.

Porém, foi consolidada como a Santa Protetora dos Vestibulandos, após diversos estudantes que por anos frequentavam o local pedindo sabedoria em vésperas de provas, vestibulares e concursos e após a aprovação atribuem o feito graças a “ajuda” de Felisbina Muller.

Tem como um de seus principais devotos, o cantor Beto Barbosa, que em diversos relatos atribui milagres ocorridos em sua vida pelos pedidos e orações que realizou a Santa Felisbina.

Caso queira visitar o local para realizar pedidos ou somente conhecer mais a fundo todas as histórias que cercam a Santa Popular do cemitério, a necrópole possui fácil acesso, estando localizada na Av. Salim Farah Maluf, 3303 – Água Rasa.

O cemitério está localizado perto de vias importantes da cidade, sendo elas:

Podendo também utilizar itinerários de ônibus que saem de regiões como:

Cemitério Quarta Parada – Devoção católica

A religião católica é muito devota, assim como os seus fiéis. A devoção dos fiéis a seus santos é enorme o que diferencia a religião católica das demais religiões pelo mundo. Esta prática é antiga e chegou ao Brasil através da época colonial, tempos em que portugueses vinham para o Brasil.

O Cemitério Quarta Parada não abriga apenas o corpo de Felisbina Muller, junto a ele abriga toda uma grande história que nunca saberemos. Dependendo da morte de alguma pessoa ela possa vir a se tornar alguém como Felisbina, uma “santa popular” entre os fiéis da igreja católica. Porém, estes santos são exemplos para os fiéis católicos e acredito que poucos chegarão a ser reconhecidos oficialmente por alguma igreja. A fé e a devoção do povo católico é que mantêm a história destes santos como Felisbina Muller e demais personalidades importantes que estão sepultadas no Cemitério Quarta Parada.

Ainda no Cemitério Quarta Parada está a sepultura de um menino de nome Arnaldo Luiz Rodrigues. Este que morreu recém-nascido quando tinha apenas três meses. Há uma sepultura simples pintada com um azul fraco que vive sempre cheia de doces. Estes doces são deixados em oferenda ao menino, pois acreditam que ele ainda realiza graças a quem passa pelo Cemitério Quarta Parada.

×